11 de Setembro de 2014 - 00h46

Átila defende a liderança no Velopark

"Qualquer detalhe na volta faz muita diferença", comenta o piloto
Átila defende a liderança no Velopark Duda Bairros/Vicar

A Stock Car inicia neste final de semana uma série de três provas consecutivas em pistas gaúchas, com a rodada dupla do Velopark. Palco da principal categoria do automobilismo nacional desde 2010, o mais curto circuito do calendário (2.278 m) teve apenas três vencedores com seu traçado atual. Entre eles está Átila Abreu, que desembarca em Porto Alegre credenciado pelo retrospecto favorável e também pela manutenção da liderança da temporada 2014 nas últimas três etapas.

O representante da equipe Mobil Super Racing assumiu a ponta da tabela de classificação na Corrida do Milhão, no início de agosto, e a sustenta desde então. A margem para o vice-líder é hoje de 6,5 pontos.

Dono da melhor posição média de largada na Stock Car desde 2012, o dono do carro #51 frequentou as duas primeiras filas do grid no Velopark nas quatro corridas realizadas nesta pista com seu traçado atual.

"É uma pista muito legal, que lembra um pouco os traçados de rua: como as retas não são longas, então são curvas e freadas o tempo todo. O tempo de volta é inferior a um minuto e projetamos mais de 40 voltas na corrida. Nesse contexto, qualquer detalhe na volta faz muita diferença", analisa o piloto sorocabano.

Sua primeira vitória em um circuito permanente na Stock Car aconteceu na primeira passagem da Stock Car pelo Velopark no ano de 2011. Antes disso, Átila vencera apenas no circuito urbano de Ribeirão Preto (duas vezes).

"Em 2012 e 2013 acabei tocado na largada e forçado a abandonar logo no início. O começo das corridas no Velopark sempre é difícil, porque os carros vêm embalados pela maior reta do circuito e seguem para uma curva bem estreita e de zebra alta. Em todos os anos houve enrosco na largada (a exemplo também do início da prova do Brasileiro de Marcas do último final de semana). Com o formato de duas baterias na Stock Car em 2014, acredito que todos estarão mais cautelosos porque jogar o final de semana fora na primeira curva da primeira corrida é um risco muito grande", acrescentou o dono do carro #51.

Átila também destaca a importância de planejar bem a estratégia para a oitava etapa do campeonato, inclusive considerando o histórico de interferências do safety-car neste autódromo. "O acesso ao box determina um longo trecho com velocidade limitada. O tempo de parada pode representar a perda de uma volta e se for uma parada complicada até uma volta e meia. Então a estratégia será muito importante. Como referência, podemos falar que a perda de 5s no Velopark, pelas características do circuito, equivale a perder 10s em Interlagos."

Os treinos livres começam nesta sexta-feira. No sábado a classificação para a corrida longa acontece às 14h (com Sportv ao vivo). A programação do domingo tem início às 11h, com a largada da corrida mais longa, de 40 minutos mais uma volta.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x