22 de Março de 2015 - 18h36

Cacá/Pechito chegam em quarto; Serrão e Serrinha têm prova inesquecível

Para pai e filho, corrida de abertura da temporada da Stock Car ficará marcada na vida. Pentacampeão e argentino chegam perto do pódio em Goiânia
Cacá/Pechito chegam em quarto; Serrão e Serrinha têm prova inesquecível

A prova de duplas que abriu a temporada 2015 da Stock Car ficará marcada para sempre na memória de Chico e Daniel Serra. Pai e filho dividiram o carro #29 durante a corrida disputada no Autódromo Internacional de Goiânia e, durante todos os treinos ao longo do fim de semana, curtiram a experiência. No carro #0 da Red Bull Racing, Cacá Bueno e José Maria "Pechito" López comprovaram o bom desempenho da parceria ao receberem a bandeira quadriculada em quarto lugar, com o pódio escapando por menos de meio segundo.

Serrinha e o pentacampeão tiveram corridas bem distintas enquanto estiveram na pista. Largando em sétimo, Cacá ganhou uma posição na primeira volta, enquanto o paulista, partindo da 26ª colocação, foi cauteloso no início para depois ir para cima dos adversários.

No último conselho antes da largada Chico falou: "Vai lá e capricha, filhão". E conselho de pai não se despreza. A cada passagem, Serrinha aparecia melhor classificado e quando fez o pit stop para entregar o carro para Chico, na 16ª volta, já aparecia em 13º, colado em Rubens Barrichello, que daria lugar a Ingo Hoffman. A tradicional disputa só não voltou a acontecer, pois na hora de voltar à pista, o tricampeão teve de esperar os mecânicos da equipe do antigo rival saírem da frente de seu carro.

Chico exaltou a experiência de correr com o filho. "Dividir o carro com o Daniel foi uma experiência muito legal e que não sei se terei outra oportunidade. A corrida foi bem melhor que a classificação. Foi uma pena ter rodado na entrada da reta a quatro voltas do fim, quando estava em décimo e o Ingo (Hoffman) em novo. Mas foi legal. Valeu a curtição", disse.

Donos de 15 títulos da Stock Car, os dois não chegaram a ter uma disputa direta. Quando estava em 11º, Chico rodou na entrada da reta dos boxes, caindo para 14º. Mesmo assim, ainda conseguiu recuperar uma posição antes de receber a bandeira quadriculada e os parabéns do filho, que vibrava com o desempenho do pai na parte final da corrida.

Enquanto isso, Cacá e Pechito brigavam por um lugar no pódio. O pentacampeão entregou o carro #0 em quarto lugar para o argentino, que foi em busca do português Antonio Felix da Costa, que fez dupla com Allam Khodair. Cacá comemorou o bom acerto do carro, e não poupou elogios ao convidado. "O carro estava muito bom. Foi o melhor carro que tive no fim de semana inteiro. Talvez, fosse o melhor entre todos os pilotos, mas ainda nos falta um pouco de velocidade. O Pechito (López) fez uma ótima corrida e ficamos de fora do pódio por muito pouco, mas ele está de parabéns. Não é fácil chegar e já ser tão competitivo quanto ele foi, ainda mais por ele competir em um campeonato com carros de tração dianteira. No geral, foi um bom fim de semana e um bom início de campeonato"

O atual campeão mundial do World Touring Car Championship (WTCC) e o piloto do DTM mantiveram-se juntos durante todo o tempo que estiveram na pista. Pechito chegou a superar o rival algumas vezes, mas da Costa sempre dava o troco na volta seguinte, usando o push to pass. A disputa continuou até os dois cruzarem a linha de chegada com uma diferença de 298 milésimos.

Ao fim da prova, os quatro pilotos se mostraram satisfeitos, cada um com a sua performance. Agora, Pechito volta sua atenção na defesa do título do WTCC, campeonato que lidera, após uma etapa; enquanto Cacá e Serrinha se preparam para a próxima etapa da Stock Car será realizada em duas semanas, nas ruas de Ribeirão Preto, no interior paulista.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x