20 de Julho de 2015 - 10h17

Missão dada é missão cumprida

Em Santa Cruz do Sul, Red Bull Racing coloca os dois pilotos no pódio. Daniel Serra foi o segundo colocado e Cacá Bueno terminou em terceiro lugar, retomando a liderança do campeonato.
Missão dada é missão cumprida Fernanda Freixosa/Vicar

Saldo muito positivo para a Red Bull Racing na quinta etapa da temporada do Circuito Schin Stock Car, disputada em Santa Cruz do Sul (RS). Pódio para os dois pilotos e liderança do campeonato de novo nas mãos de Cacá Bueno. Daniel Serra recuperou-se muito bem de um treino classificatório difícil e foi o nome da segunda corrida. Principalmente pela manobra esperta que lhe deu o segundo lugar.

Aproveitou-se de um enrosco entre o companheiro de equipe e Max Wilson para ganhar duas posições na última volta. Cacá Bueno esteve o tempo inteiro na disputa pela vitória e terminou na terceira posição. Valdeno Brito ganhou. Na primeira corrida, vencida por Marcos Gomes, Cacá havia sido o sexto colocado e Daniel Serra, o décimo. Agora, Cacá soma 113 pontos e lidera o campeonato. Serrinha segue na briga, em quinto, com 84 pontos.

Largando na pole position na primeira corrida do final de semana, Valdeno Brito conseguiu sustentar a posição. Cacá Bueno manteve-se em quarto lugar. Allam Khodair saltou à frente dele, mas em contrapartida Thiago Camilo perdeu posições. Deu na mesma. Logo depois, o pneu traseiro direito de Camilo foi para o espaço. O mesmo aconteceu com o então líder do campeonato, Júlio Campos, na quinta volta.

Enquanto isso, Daniel Serra ganhava posições. Já era o sexto colocado na décima volta. Valdeno enfrentou problemas com extrator e começou a perder posições. Marcos Gomes assumiu a liderança, seguido por Khodair e Cacá. Quando os pit stops começaram, a Red Bull Racing optou por estratégia mais conservadora, pensando nas duas provas.

Os dois pilotos perderam algumas posições e Cacá ainda sofreu atrás de carros mais lentos como Valdeno e Denis Navarro. Recebeu a bandeirada na sexta colocação. Serrinha ficou no décimo lugar. Como o regulamento prevê a inversão dos dez primeiros colocados para o grid de largada da segunda prova, isso significava pole position para ele.

"Eu passei a primeira prova inteira tomando cuidado para terminar as duas corridas. Sabia que na primeira eu não tinha um carro para vencer e tratei de fazer pontos e deixar o carro inteiro para tentar ganhar a outra. Na segunda corrida, eu estava mais rápido que o Valdeno, mas ele se defendia muito bem, me dava o lado de fora. No final, o Max teve a oportunidade e achou que tinha passado o meu carro inteiro, mas eu ainda estava ali. Ele me deu dois toques e isso acabou desequilibrando nossos carros e perdemos as posições para o Daniel. Mas o objetivo foi cumprido, que era sair daqui líder do campeonato e aumentar essa diferença. Logicamente que a gente queria ganhar, mas o planejado foi cumprido", apontou Cacá Bueno.

Mas as coisas começaram quentes na segunda corrida. Na primeira curva, Valdeno tentou passar Serrinha a todo custo e os dois se tocaram. Pior para o piloto da Red Bull Racing, que caiu para o quarto lugar. Valdeno assumiu a liderança e Cacá foi no embalo, subindo para a segunda posição. E aí a corrida ficou entre esses dois pilotos.

Sempre no final da reta principal, Cacá colocava por fora e tentava a ultrapassagem, mas Valdeno conseguia segurar a posição. No final, tinha inclusive menos acionamentos do botão de ultrapassagem do que Cacá, mas mesmo assim teimou em vencer a corrida. Na última volta, Cacá viu a aproximação do terceiro colocado, Max Wilson, e precisou se defender.

Os dois entraram juntos na primeira curva, espalharam e abriram caminho para Daniel Serra, que recuperava-se muito bem do incidente da largada. Serrinha se meteu entre os dois e fez uma ultrapassagem daquelas de Fórmula 1 dos anos 80. Segunda posição para ele, repetindo o resultado que conseguiu por duas vezes em Santa Cruz do Sul no ano passado.

Cacá, terceiro colocado, pôde comemorar a liderança do campeonato.

"Na largada da segunda corrida, eu não sei o quanto eu bobeei ou quanto o Valdeno foi otimista. Eu vi que o Casagrande tinha largado muito bem e me preocupei mais com ele do que com quem vinha atrás. E aí quando eu fui entrar eu levei uma ‘paulada’ do lado esquerdo. Não sei como foi vendo de fora, mas de dentro foi bem forte. Desalinhou o carro. Mas é um fim de semana em que conseguimos salvar alguns pontos, mesmo depois de uma classificação um pouco pior do que esperávamos. Fizemos tudo direito na primeira corrida para tentar vencer a outra e somar o maior número de pontos. Faltaram dois pontinhos para isso, mas de qualquer forma foi bom para o campeonato. Na última volta, eu tinha só um push, acionei para me defender, mas aí quando vi os dois da frente enroscados eu soltei o freio e pensei: é agora. Foi legal. Foi merecido pela equipe e pelo que a gente batalhou na primeira corrida", disse Daniel Serra.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x