9 de Outubro de 2015 - 11h14

JL conclui estudos sobre batida em Curitiba para seguir aprimorando segurança na Stock Car

Fabricante dos carros enviou relatório para a VICAR, CBA e para a comissão de equipes da Stock car a fim de introduzir novos itens que possam melhorar ainda mais a segurança para os pilotos da categoria;
JL conclui estudos sobre batida em Curitiba para seguir aprimorando segurança na Stock Car Duda Bairros/Vicar

Responsável pelo projeto e construção dos carros da Stock Car, a JL Racing finalizou nesta semana os estudos do grave acidente triplo da Stock Car em Curitiba, onde Thiago Camilo, Felipe Fraga e Rafa Matos bateram a mais de 200 km/h na etapa 2 de agosto - felizmente, nenhum dos envolvidos teve ferimentos sérios.

Ao concluir os estudos com análise do material coletado dos chassis dos três carros e de dados da telemetria, a JL enviou um documento para a VICAR, organizadora da competição, e para CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo). O objetivo é propor algumas melhorias nos carros, com o objetivo de dar ainda mais segurança para a categoria, como explica Zequinha Giaffone, diretor da JL.

"A maneira como ocorreu o acidente e o fato de os pilotos saírem sem ferimentos graves foi um grande indicador que a segurança do carro da Stock Car é hoje um dos pontos fortes da categoria. Mas como fabricante de carros de competição sabemos que este trabalho de melhoria em segurança tem que ser constante. É algo primordial para todos os envolvidos com a Stock Car, por isso fizemos questão de dividir as conclusões dos estudos com a comissão de equipes, Vicar e CBA", diz Giaffone.

A JL Racing fabrica os carros da Stock Car desde 2000, quando os chassis tubulares deram início ao que se chama de "era moderna" da categoria. O atual modelo, o JL-09, é a terceira versão do carro, que terá uma atualização em diversos itens já na próxima temporada.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x