1 de Março de 2016 - 15h31

Max Wilson repete parceria com Vitor Meira

Atual campeão da Copa Petrobras de Marcas, brasiliense foi bem na Corrida de Duplas de 2015 em Goiânia
Max Wilson repete parceria com Vitor Meira Duda Bairros/Vicar

O modelo de corrida em duplas na etapa inaugural da Stock Car foi mantida pela empresa que organiza o evento e no dia 6 de março, os pilotos titulares da categoria irão dividir o cockpit com seus convidados. A equipe Eurofarma-RC já está pronta para esse primeiro desafio da temporada e anuncia os parceiros de Ricardo Maurício e Max Wilson. O bicampeão Ricardo Maurício fará dupla com o jundiaiense Guilherme Salas, um dos expoentes da nova geração de pilotos de turismo. Já Max Wilson, apostou na permanência de Vitor Meira como seu companheiro de prova.

Max Wilson apostou na permanência de Vitor Meira como seu companheiro de equipe. Em 2015, eles já haviam dividido a pilotagem do carro 65 durante a corrida de duplas. Aos 39 anos e com um extenso currículo internacional, Vitor Meira foi um dos grandes destaques da IndyCar até 2011, onde participou de mais de 130 GPs e conquistou 15 pódios, além de passar pela F-Ford, F-Renault, F-3, Euro 3000, entre outras. O brasiliense é o atual campeão brasileiro de Marcas, tendo levado o título da Copa Petrobras de 2015. "Fiquei muito feliz com o convite porque tenho muito respeito pelo Max Wilson e toda a equipe Eurofarma-RC. No ano passado, a dupla ficou em sexto lugar. "No início o carro apresentou um problema nos freios, o que dificultou a classificação, mas conseguimos recuperar na pista e o Vitor me ajudou a conquistar os primeiros pontos da temporada", diz Max Wilson.

A escolha de Guilherme Salas por Ricardo Maurício e pela Eurofarma-RC foi feita com base no perfil do piloto. Com um estilo parecido com o do titular do carro 90, Salas tem se destacado nos campeonatos de turismo desde 2013, quando sagrou-se campeão da Sprint Race Brasil, depois, foi campeão Brasileiro de Turismo na categoria de acesso à Stock Car. No ano passado, com três vitórias e três pódios, foi o terceiro colocado no Brasileiro de Marcas. Mas, essa não é a estreia dele nas corridas em duplas. Em 2015, ele dividiu o cockpit com Popó Bueno. Sua carreira mostra que a aparente tranqüilidade desse piloto do interior do estado de São Paulo, desaparece diante de um carro de corrida. "Gosto de acompanhar a trajetória dos novos pilotos e o Guilherme Salas tem chamado a atenção não apenas pelos resultados, mas pela forma fria e ousada com que pilota. Quando foi anunciada a permanência desse modelo de corrida, foi o primeiro nome que sugeri para a formação da dupla. A equipe fez a análise técnica e então fechamos a parceira. Acho que será uma grande corrida", conta Ricardo Maurício. Já Salas, está ansioso pelo início da temporada. "A Stock Car é o meu objetivo desde 2012. Tenho feito um trabalho de preparação físico e técnico e o convite de uma equipe tão importante como a Eurofarma-RC, mostra que estou no caminho certo. Estou muito ansioso para começar a treinar com o Rosinei Campos e toda a equipe", diz ele.

A primeira prova acontecerá em Curitiba neste domingo (6) e deve marcar o encerramento das atividades do autódromo, um dos mais importantes do país. Segundo informações divulgadas na imprensa, o espaço que hoje abriga o circuito já foi vendido, e as atividades devem ocorrer somente até junho de 2016. "O clima é de despedida, mas nosso foco não é esse. Vamos manter nosso pensamento na temporada e nessa primeira prova que é uma das mais difíceis porque envolve um número maior de pessoas, pilotos e infraestrutura. Sem contar que o carro sofreu algumas mudanças que serão testadas a partir da quinta-feira", diz o curitibano e chefe da equipe Rosinei Campos.

Dentre as modificações do carro estão, o tanque de combustível que passa a ser de fibra de carbono, mais leve, resistente e segura, além de ajudar na absorção de impacto em caso de acidentes. Dentro, uma bolsa de borracha que leva toda a gasolina - como já era no passado, mas a peça está mais baixa para facilitar a saída do piloto pelo lado direito do carro em caso de acidente.

Todo o conjunto da direção também foi substituído. Caixa e bomba de direção foram atualizados por peças mais modernas, mais eficientes e de custo mais baixo. Na parte da frente, novas mudanças. O assoalho dianteiro foi redesenhado para otimizar o fluxo de ar. Antes confeccionado em madeira e fibra de vidro, o assoalho agora vira uma peça única em fibra de carbono, mais leve e resistente. Assim como as tomadas de ar, também em carbono, agora maiores para permitir uma refrigeração mais eficiente do motor e para os freios, direcionando mais ar para o radiador dianteiro e para os dutos que conduzem aos discos de freio das rodas da frente.

Os treinos começam na quarta-feira para pilotos titulares e convidados e seguem até sábado, quando será realizado o treino classificatório. No domingo, a corrida está marcada para às 12h30, com transmissão ao vivo pela Rede Globo.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x