8 de Abril de 2016 - 09h11

Átila Abreu parte para o início "de fato" da temporada, com o apoio da Autotrac

Com poucos pontos em disputa na prova de duplas no mês passado, rodada dupla domingo no Velopark marca, na prática, a abertura do ano
Átila Abreu parte para o início Fábio Davini/Vicar

Apesar do espetáculo e do festival de ultrapassagens há um mês, na prática, a etapa de duplas em Curitiba equivaleu a uma volta de apresentação da Stock Car, com apenas meia dúzia de pontos em jogo. A rigor, a luz verde da temporada 2016 será acesa neste fim de semana no Velopark, com a primeira rodada dupla do ano – e 45 pontos em jogo.

E é no circuito mais curto do calendário que Átila Abreu terá um novo apoiador no Chevrolet #51 –justamente por fruto de seu bom trabalho na primeira etapa, quando largou em último lugar e terminou em sexto. A partir da segunda etapa do ano e até o final do campeonato a marca Autotrac entra como apoiadora permanente do competidor sorocabano.

“Fico muito feliz com a chegada de um novo parceiro. É uma empresa com a qual já venho conversando faz tempo e que já esteve presente no meu carro quando competi em dupla com o Nelsinho Piquet. Já investe na categoria sendo o rastreador oficial da Stock Car e agora passa a ser mais um apoio ao carro #51. É uma honra e uma responsabilidade correr com mais uma marca líder em seu segmento, como são todas as outras que estão a bordo do meu carro”, destacou o piloto.

Marcio Toscano, diretor de marketing da Autotrac, comenta que o apoio a Átila para a temporada é fruto de um bom retorno da corrida de duplas com Nelsinho Piquet e amplia a visibilidade da marca na Stock Car, onde já está presente desde 2014. “Além de ser um dos competidores mais rápidos do grid, o Átila Abreu pilota todo tipo de veículos, inclusive aviões. Ele sempre mostrou grande interesse em tecnologia, o que é um atributo muito importante para a Autotrac”, frisou o executivo.

Mas não é apenas no layout dos Chevrolet #51 e na tabela de pontos que estão as novidades da passagem da Stock Car pelo Velopark. Nesta etapa a categoria estreia uma nova “bolha” em todos os carros GM, que passam a ter a cara do novo Chevrolet Cruze. “Achei que a frente do carro está mais agressiva e mais bonita. Entro no segundo ano como ploto do Chevrolet Power Team e fico contente que o carro #51 esteja ao mesmo tempo com mais cara de carro de corrida e mais parecido com o veículo de rua”, observou o piloto da Shell Racing.

Neste fim de semana a Stock Car não treina na sexta-feira, com a programação toda concentrada no sábado e domingo. “O fim de semana será mais intenso, mas é sempre um prazer competir no Velopark, onde já subi algumas vezes no pódio inclusive ganhando corrida. No ano passado foi lá minha prova de número cem na Stock Car, quando fiz a ultrapassagem do ano passando cinco carros na reta dos boxes. Então sem dúvida é um palco especial para mim”, completou o piloto.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x