20 de Outubro de 2016 - 15h55

21, 21 e 21

Thiago Camilo vence de forma espetacular em Curitiba: carro #21 passa 21 oponentes para conquistar sua 21ª vitória
21, 21 e 21 Foto: Duda Bairros/Vicar

Como em muitas outras oportunidades em sua longa história de vitórias da Stock Car, que começou em 2004, o 21º triunfo do piloto número 21 veio de forma dramática. Com um radiador furado na primeira corrida da rodada dupla, Thiago Camilo largou do box, em 22º, na Corrida 2, passou 21 carros para cruzar a linha de chegada em primeiro. Na penúltima volta, protagonizou uma espetacular ultrapassagem sobre Rubens Barrichello, por fora. Foi a 13ª vitória de Camilo na RCM, equipe que deixará no fim da temporada 2016, e a terceira em Curitiba.

“Treze é o número de sorte do André e do Andrezinho Bragantini, chefe da equipe e meu engenheiro. Muito legal poder dar um presente para eles a os mecânicos, que me receberam como um membro da família desde que eu cheguei aqui em 2011. Quanto à vitória, meu carro estava muito bom durante todo o tempo. Tivemos uma falta de sorte de o radiador furar na primeira corrida, quando eu chegaria provavelmente em 11º, o primeiro entre os que tinham reabastecido. Fomos para o box, a equipe mais uma vez foi rápida e consertou o carro, trocamos os pneus e largamos do box. Fomos para o tudo ou nada, e no fim (na 17ª de 22 voltas), quando o Lapenna ficou na brita e o safety car entrou, minha diferença para o Rubinho, que liderava, caiu de mais de sete segundos para praticamente nada. Arrisquei uma ultrapassagem por fora, deu certo, e estou muito, muito feliz com essa vitória”, disse o piloto do Chevrolet número 21, que em 2017, assim como o companheiro Galid Osman, vai correr com o patrocínio da Ipiranga na equipe de Andreas Mattheis.

Galid também teve problemas na primeira corrida – um pneu furado na última volta quando estava em oitavo lugar -, largou em 19º na Corrida 2 e chegou em 5º. “Depois de uma classificação ruim (largou em 19º), o carro estava voando nas duas corridas. Podia até ter chegado um pouco mais para a frente se tivesse mais sorte na negociação de algumas ultrapassagens, mas foi bom reafrimar que podemos ser competitivos, andar entre os primeiros”.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x