Pilotos

Guilherme Salas: “Caiu a minha roda”

Piloto jundiaiense fazia grande corrida de recuperação até abandonar na penúltima volta da corrida 2, quando ocupava o 5º lugar

Menos de duas voltas separaram o jundiaiense Guilherme Salas de um dos melhores resultados na Stock Car em 2017. O piloto lutava com o vice-líder do campeonato, Thiago Camilo, pelo quanto lugar na corrida 2 de Goiânia quando a suspensão traseira direita quebrou e a roda do carro número 117 caiu.

Salas começou a etapa com uma boa performance nos treinos, evoluindo o carro em relação às etapas anteriores. Na tomada de tempos de sábado o piloto não encaixou uma boa volta e ficou com o 22º lugar no grid. Mesmo com uma estratégia voltada para a corrida 2 deste domingo, Salas avançou cinco posições na corrida 1, terminando em 17º [após análise desportiva realizada horas depois da prova, e punição a um piloto que chegou à frente, Salas herdou a 16ª colocação]. “Mesmo com a estratégia para a corrida 2, fizemos uma boa prova inicial. O carro tinha um bom ritmo, economizei tudo o que pude e ainda assim ganhei algumas posições, pensando na corrida 2.” afirmou Salas.

Na corrida 2 tudo vinha acontecendo conforme o programado. O ritmo de corrida de Salas era igual ao dos primeiros colocados e ele vinha ganhando posições no pelotão intermediário. Com uma parada rápida nos boxes, o jundiaiense ganhou diversas posições e subiu para sexto, superou Rubens Barrichello e iniciou uma batalha com Camilo pelo quarto lugar. Foi quando, restando menos de duas voltas para a conclusão da prova, o piloto informou pelo rádio da equipe: “Caiu a minha roda”.

“É duro ver todo o trabalho de um final de semana terminar assim. Mas aconteceu, não há o que fazer. Fiz 4 pontos na primeira corrida e conseguiria mais 10 na segunda, pelo menos. Isso se não conseguisse ultrapassar o Camilo. Essa pontuação me ajudaria muito no campeonato.” lamentou.

Salas espera, agora, continuar a evolução do carro para a última etapa do campeonato, que acontecerá em Interlagos, no próximo dia 10. A etapa será disputada em corrida única, e a pontuação será dobrada. “Espero que a melhora que tivemos aqui em Goiânia seja ainda maior em Interlagos. Infelizmente isso só está acontecendo no final do ano, mas quero aproveitar todas as oportunidades que eu tiver para mostrar, cada vez mais, meu potencial dentro da Stock Car.” finalizou.