Pilotos

Shell Racing termina temporada no terceiro lugar

Com Átila Abreu e Ricardo Zonta, equipe liderada por Thiago Meneghel fecha melhor seu ano na categoria com quatro vitórias e nove pódios

A Shell Racing fechou neste domingo sua melhor temporada na Stock Car com a terceira posição entre as equipes. Átila Abreu, que venceu por duas vezes, fechou o ano em quarto entre os pilotos, enquanto Ricardo Zonta, que também venceu duas provas, foi o 11º na tabela.

Na única prova do fim de semana em Interlagos, Ricardo Zonta evoluiu de 21º para 13º na classificação final. "A equipe fez um belo trabalho durante o ano. Na primeira parte do campeonato, infelizmente acabei envolvido em alguns acidentes e não pontuei muito. Mas na segunda metade, tivemos vitórias e vários pódios. A equipe ter acabado em terceiro no campeonato foi muito importante para nós. Por ter sido meu primeiro ano na equipe, na próxima temporada estaremos ainda mais conectados e isso vai ajudar bastante para iniciarmos a o campeonato com ainda mais fôlego"

Átila Abreu, que foi premiado com o Fan Push pela quarta vez no ano, saiu de 24º e chegou a liderar a corrida antes de seu pit stop, mas abandonou na última volta quando estava próximo do top10. "Foi um ano muito positivo, com duas vitórias minhas e duas do Zonta, pole position, seis pódios para mim. Cheguei a brigar pelo terceiro lugar no campeonato, mas largando lá atrás seria mais complicado. Até que tive um bom ritmo de corrida, vim de 24º e estava em 12º brigando pelos dez primeiros. Perdi muito tempo no começo, o que me distanciou dos adversários. Se eu tivesse largado mais à frente, com certeza teria terminado entre os três primeiros no campeonato. No fim, uma pane seca nos tirou da corrida, mas pelo resultado que eu estava teríamos terminado mesmo em quarto, ou seja, não influenciou no campeonato. Fizemos um bom ano, de muito crescimento, de muita evolução. Este quarto lugar é a melhor posição de um piloto da Shell Racing num campeonato e fico muito feliz em trazer para a Shell seu melhor resultado na categoria. Tenho certeza de que juntos vamos conquistar muito mais nos próximos anos. Meu objetivo é trazer o primeiro título para a Shell entre os pilotos. Estamos no caminho, trabalhamos no limite e errar é humano, e esperamos evoluir para aproveitar as oportunidades. Agora é tirar de lição e comemorar os bons pontos e resolver esses pequenos. Somos um dos favoritos ao título em 2018"

Logo na primeira volta, Zonta e Átila ganharam duas e cinco posições, respectivamente, evitando choques e ultrapassando outros concorrentes. Com um sólido ritmo de corrida, a dupla da Shell Racing continuou evoluindo na prova e se aproximou dos dez primeiros.

Zonta entrou nos boxes para o reabastecimento obrigatório logo no começo da janela, enquanto Átila retardou a parada o máximo possível para pegar pista limpa. A tática deu certo para o piloto do carro #51, se estabeleceu em 12º, dois postos à frente de Zonta. No entanto, Átila parou no finalzinho.

Apesar do resultado deste domingo, o ano pode ser considerado bastante positivo. No primeiro ano da união entre a Shell e a TMG liderada por Thiago Meneghel, o time conquistou uma dobradinha, além de quatro vitórias, nove pódios e uma pole position. "O balanço da temporada foi positivo, com quatro vitórias. A corrida de hoje sabíamos que largando lá atrás não teríamos muitas chances, tínhamos uma montanha para escalar em apenas 24 voltas. Andamos metade do que precisávamos para estar na frente, sabíamos que seria praticamente impossível se não houvesse nenhum grande acidente com o restante do pessoal. Depois chegou num determinado momento optei por arriscar com o Átila ao reabastecer com menos gasolina para ganhar tempo nos boxes, já que ele estava fora da briga pelo vice-campeonato, do terceiro também com o concorrente bem na frente, sabia que ele não cairia de quarto, Arrisquei e quase deu certo, ele voltou à frente de quatro carros e acabou a gasolina no finalzinho. Foi arriscado para tentar algo mais porque tinha pouco a perder"

A temporada de 2018 da Stock Car começa no dia 10 de março, um sábado, com o retorno da Corrida de Duplas, em Interlagos.